Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/01/16 às 10h56 - Atualizado em 29/10/18 às 10h37

Heloisa Monzillo é nomeada Procuradora-Corregedora da PGDF

 

A Procuradora do DF Heloísa Monzillo é a nova Procuradora-Corregedora da PGDF. Sua nomeação para o cargo foi publicada no Diário Oficial do DF desta sexta-feira, 29 de janeiro. Ela assume o cargo após a aposentadoria da Subprocuradora-Geral do DF Beatriz Kicis, que exerceu a função entre outubro de 2012 a janeiro de 2016.

Procuradora do DF há quase 20 anos, Heloísa Monzillo estava lotada na PROMAI e atuava na área de Direito Ambiental e Urbanístico. Ela iniciou sua trajetória na PGDF pela extinta 1ª Subprocuradoria, que à época reunia competências relativas a contratos e licitações e a direito de pessoal. Entre 1999 e 2005, trabalhou na Assessoria Especial do Procurador-Geral do DF, na gestão de Miguel Farage. Em seguida, Heloísa passou a atuar na PROPES, onde ficou até 2010, a partir de quando seguiu para a PROMAI.

Heloísa é Mestre em Direito Público pela Universidade de Brasília (UnB), onde também concluiu o curso de Direito, em 1993. A futura Procuradora-Corregedora da PGDF possui ainda títulos de Mestre em Direito Bancário e Financeiro Internacional pela “University of London” (1996), e de Mestre em Regulação Global de Mercados pela “Universitá di Roma” (2011).

A carreira pública de Heloísa teve início em 1993, quando foi nomeada para o cargo hoje denominado “analista judiciário”, no TJDFT. Lá, atuou na Corregedoria do Tribunal, onde lhe coube a elaboração de pareceres na área de pessoal. Em seguida, tomou posse como Procuradora do Banco Central do Brasil, função que exerceu por dois anos, antes de se tornar Procuradora do DF, em 1996.

Para a Procuradora-Geral do DF, Paola Aires, Heloísa reúne todos os requisitos para assumir este cargo de tamanha responsabilidade. “Tenho plena confiança na sua competência e capacidade de trabalho. Além disso, a Heloísa é uma pessoa extremamente ponderada, característica também exigida para o exercício do cargo de Procuradora-Corregedora, que possuiu tão alta relevância para a Procuradoria”, conclui Paola Aires.